Seguidores

sexta-feira, 20 de julho de 2012

COMO TUDO COMEÇOU...

Meninas, enquanto escrevia um pouquinho de como começou minha história com os artesanatos e trabalhinhos manuais, fiquei pensando que deveria dividir com vocês  também!!!
Vou postar aqui o texto que escrevi e postei lá no blog da Dry (http://adrianacrochesebordadosemgeral.blogspot.com.br/2012/06/1-concurso-coats-corrente-croches-da.html), para participar do concurso, espero que vocês gostem e quem sabe, até se identifiquem.


Aí está:

Bom dia Dry, adorei a oportunidade de poder dividir minha história!!!
Meu nome é Michele, tenho 33 anos, nasci e cresci no interior do Mato Grosso (mas hoje resido no Paraná), sou a filha caçula de uma pequena família.
Meus pais eram aqui do Paraná e logo depois que se casaram foram embora para o Mato Grosso, mais exatamente no ano de 1976. Minha irmã mais velha já havia nascido, meu irmão do meio faleceu uma semaninha depois de nascido e eu nasci em 1979.
Meu pai infelizmente, faleceu bem jovem, aos 37 anos (infarto do miocardio) deixando minha mãe, minha irmã e eu.
Logo depois que ele faleceu, minha irmã (muito revoltada pelo que havia acontecido) veio morar com minha avó materna aqui no Paraná. Ficamos então, só eu e minha mãe no MT, nesta época eu estava com apenas 4 aninhos.
Minha experiência com artesanato e trabalhos manuais, começa então com as visitas de minha irmã nas férias em nossa casa... a Luciane, ou Lu como a chamamos.
Sempre que ela vinha do Paraná passar as férias conosco ela trazia algumas linhas e trabalhinhos manuais para fazer... o grande problema é que como eu era pequena ela não me deixava tocar em nada rsrsrsr e eu ficava doida de vontade, mas ela dizia que eu ia estragar!
Lembro que minha mãe tinha uma cama, que na cabeceira era um baú, e lá minha irmã "guardava" (leia-se: escondia) as linhas que sobravam e as agulhas que ela usava. Eu sempre muito arteira, adorava quando ela ia visitar as amigas, porque aí eu tinha chance de "fuçar" as coisas dela rsrsrsrs
Mais ou menos quando eu tinha uns 7 pra 8 anos, minha irmã veio mais uma vez nos visitar, e nestas férias eu estava decicida, ela teria que me ensinar a fazer crochê e tricô, afinal a desculpa de que eu era pequena não colava mais...
Quando ela chegou, eu pedi à ela que me ensinasse porque eu queria muito aprender e as condições financeiras não eram favoráveis para que eu pagasse algum curso ou coisa assim.
Minha irmã e eu temos uma diferença de 7 anos de idade, o que quer dizer que eu era uma menina doida pra aprender crochê e tricô, e ela era agora uma mocinha que estava mais interessada em passear com as amigas também adolescentes e claro, paquerar os gatinhos rsrsr... ou seja, a última coisa que ela desejava naquelas férias era ensinar os famosos pontinhos para a "sarna" da irmã caçula!
Ela tinha que se livrar rápido de mim, ou as férias dela estariam arruinadas kkkkkk
Eu tenho que lhes contar um detalhe muito importante desta história: EU NÃO SOU DESTRA! EU ESCREVO E FAÇO QUASE TUDO COM A MÃO ESQUERDA!
Quando pedi (leia-se: implorei rsrs ) à minha irmã que me ensinasse a fazer crochê ela me disse que não poderia porque eu era canhota e ela não sabia fazer crochê com a mão esquerda! (Pronto! Ela achou que tinha salvo as férias dela!) rsrsrs
O que ela não contava era com o meu grande desejo de aprender!!!!
Quando ela disse que não podia me ensinar porque eu era canhota, eu disse à ela que não teria problema! Pois é meninas! Eu disse à ela que me ensinasse do jeito que ela fazia, com a mão DIREITA mesmo, e que eu iria aprender!!!
Ela não acreditou, achou que eu estava brincando rsrsrs
Mas, ah, eu não estava não rsrsrsrsr
Eu queria muitoooooooo aprender crochê!!!
E foi o que eu fiz meninas!!! Aprendi com minha irmã, a fazer crochê e tricô com a mão DIREITA rsrsrsrsrs
E desde então, eu os faço! com a mão DIREITA...mas que eu faço eu FAÇO!!!!

PS: Ainda não sei se chamo isso de determinação ou teimosia, mas que eu aprendi, ah isso eu aprendi sim!!!

Abraços!!!!

11 comentários:

Artes e Desarranjos... disse...

Oiêêê!
Que bom ter vc no meu cantinho!
Eu adorei ler a sua história com o crochê! Eu também tive que travar uma luta com a teimosia para aprender! hehehe
Sempre adorei o crochê, e um certo dia achei alguns livros velhos e lendo, comecei a tentar fazer uns pontos até que "voilá", saiu meu primeiro crochê! Claro que não foi um espetáculo, mas para mim aquilo foi fantástico! rsrs
Apesar de não ter muito tempo, é o que mais gosto de fazer nas horas vagas!
Bjinhus e um lindo final de semana para vc!
Josi

Maria Filomena disse...

Michele,
eu sempre digo: se os outros conseguem...eu também consigo!!!Querer é Poder!!
Parabéns e felicidades para a sua vida.

com abraços de MF

PS - conheço a sua cidade sim....morei e trabalhei em Cascavel.....

Sempre Senhor Jesus disse...

É muito bom conhecer a história de cada um. Esse concurso lá no blog da Dry está sendo ótimo.
conheci o seu cantinho e claro que já vou seguir o blog , para sempre poder estar te visitando.
Tenho um blog de artesantos http://zeteartes.blogspot.com.br/ . Ficarei muito feliz com sua presença.
Um abraço!
http://zeteartes.blogspot.com.br/

Clemilde disse...

Oi Michele!
Estava lendo seu post,gostei muito de ler. Isto é que é vontade, pois eu só escrevo e faço crochê com a direita, o resto com a esquerda, até escrever na lousa.
Você nasceu no mesmo ano que minha filha mais velha(que tricotou quando tinha uns 7 anos e depois nunca mais quis saber de artesanato.
Beijos

Fuso e Roca disse...

Olá Michele,

pôxa, uma criança determinada né? Acho que tudo o que aprendemos é porque queremos muito! Ainda bem que vocês superaram a perda precoce do pai e se lançaram nas manualidades como forma de criar uma nova alegria. Parabéns as duas irmãs!
Um ótimo fim de semana pra você flor.

Beijão,
Lu

Fuso e Roca disse...

Olá Michele,

pôxa, uma criança determinada né? Acho que tudo o que aprendemos é porque queremos muito! Ainda bem que vocês superaram a perda precoce do pai e se lançaram nas manualidades como forma de criar uma nova alegria. Parabéns as duas irmãs!
Um ótimo fim de semana pra você flor.

Beijão,
Lu

Fuso e Roca disse...

Olá Michele,

pôxa, uma criança determinada né? Acho que tudo o que aprendemos é porque queremos muito! Ainda bem que vocês superaram a perda precoce do pai e se lançaram nas manualidades como forma de criar uma nova alegria. Parabéns as duas irmãs!
Um ótimo fim de semana pra você flor.

Beijão,
Lu

Sandra Mara disse...

Olá Michele,
Vim agradecer sua visitinha, e conhecer seu blog, muito legal,bjs.

Angela de Paula disse...

São grandes nossos desafios,mas isto torna a vitória mais saborosa!
Obrigada pela visita,bjos.

Gladys Perfeito disse...

Oi, Michele!
Obrigada pela visita!
Gostei muito da sua história. Provou que você realmente queria aprender. E ela não teve saída a não ser ensinar.
E eu também sou canhota e aprendi, aos 10 anos, com minha tia que é destra, mas isso nunca foi um problema para nós porque ela me mostrava como fazia e eu naturalmente "espelhava" o movimento dela. Acho que nós canhotos agimos naturalmente assim porque vivemos num mundo de destros e nós somos a minoria.
Adorei o seu blog. E também já estou te seguindo.
Um beijo. Mas vou continuar por aqui vasculhando o seu blog.

Deia Klier disse...

Oi, Michele!
Amei sua visita no meu cantinho! E ainda mais saber que somos sim quase vizinhas! Meu sogro é de Cascavel, quem sabe um dia não aproveito pra ir te conhecer pessoalmente, ou melhor, conhecer uma canhota que tricota com a mão direita!
rsrsrs

Adorei sua história viu!

bj

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...